Press "Enter" to skip to content

¿A manipulação no mercado das criptomoedas é possível?

A manipulação no mercado de criptomoedas

Nas últimas horas a comissão de Valores Mobiliários e Bolsa de Valores dos Estados Unidos rejeitou o Exchange Traded Fund (ETF) do Bitcoin dos irmãos Winklevoss, proprietários da Gemini a casa de mudança.

Entre as alegações da SEC estão a manipulação do preço do bitcoin e outras moedas digitais.

A SEC não é a única agência governamental nos Estados Unidos que acredita que há manipulação no bitcoin; há alguns meses, o departamento de justiça abriu uma investigação contra esse mercado para reclamações de investidores minoritários.

A manipulação no mercado das criptomoedas é possível? Segundo as investigações do Ltan Common Investment Fund Inc. É o mercado mais manipulado do mundo.

 

¿A manipulação no mercado das criptomoedas é possível?

De acordo com as investigações do Fundo Comum de Investimentos, a Ltan Inc. É o mercado mais manipulado do mundo, por uma razão simples, não existe uma entidade que regule as compras e vendas, como o fluxo de dinheiro. Este Fundo também acredita que a manipulação do Bitcoin é realizada graças ao fato de que a compra e venda do ativo é feita de forma anônima, permitindo que qualquer investidor com suporte econômico suficiente aumente e diminua o preço ao seu gosto.

Um dos primeiros mídia falar sobre a manipulação de Bitcoin foi Bloomberg, no artigo destaques jornal também manipular o mercado através de notícias sem fundamento e também a Bomba / despejo, onde o preço de uma moeda digital é inflado por nenhuma razão aparente, mas usado pelos grandes investidores para poder vender o seu mandato.

Outra forma mais utilizada para a manipulação são os algoritmos, eles agem para casas grande mudança que procuram manter o preço ou diminuir injetar pequenas vendas rapidamente, fazendo crer aos investidores que há mais vendas do que comprar, depois de Quando o objetivo é alcançado, o algoritmo desaparece, para permitir que o preço comece a subir lentamente.

Comments are closed.